quarta-feira, 27 de agosto de 2008

O mundo ri

Em versos soltos
Minha alma voa

Olho para baixo
Óculos caem
Quebram


O mundo ri
Do poeta que não
Sabe sonhar



Rogério Saraiva

4 comentários:

enten katsudatsu disse...

27 de Agosto de 2008
FOLIA

Poesia no cu da nuvens
No cu do verbo
No cu do mundo
Poesia no trilho do céu
Anunciando a aurora que toca escarlate
outro dia
Um blues que arremesso
Um pingo de vida
Que nu submeto
No mel do meu corpo
Encharcado de êxtase
Na casa de Baco

Cássio Amaral
27/08/2008.

Postado por Cássio Amaral às 01:13:00 1 comentários

PUTA POEMA O SEU BROTHER, COMO TODOS DE SEMPRE.

ABRAÇÃO.

Lalo Oliveira disse...

Moral da história: Sempre compre óculos resistentes. hahaha

Brincadeira à parte, gostei bastante.
Mas tem umas coisas que, acho, estão meio equivocadas. Depois falo ctg no msn.

Abraço!

Linda Graal disse...

muito bom, como sempre! ;)

beijinhos moço

dani morreale diniz disse...

lindo!!!!!!