segunda-feira, 13 de abril de 2009

Sinceridade - Uma escolha


Talvez poucas pessoas entendam que sinceridade é uma ideologia e não educação ou moralidade. Sou sincero porque leio Neruda, rio em Leminski e me fortaleço em José Martí. Sou sincero porque tenho ideais e não hesitaria em morrer por eles. Sou sincero porque o amor e a convicção do que sou é maior que qualquer opressão desse mundo. Lutar, amar e morrer, eis o significado de minha vida.


. . .
Rogério Saraiva